Ministério da Indústria, Comércio e Energia

Ministério da Indústria, Comércio e Energia Ministério da Indústria, Comércio e Energia

À margem da 20ª Conferência Geral da UNIDO, o Ministro da Indústria, Comércio e Energia, Alexandre Monteiro, foi orador ...
29/11/2023

À margem da 20ª Conferência Geral da UNIDO, o Ministro da Indústria, Comércio e Energia, Alexandre Monteiro, foi orador no painel de alto nível sobre a industrialização nos países de rendimento médio, intitulado “uma força motriz para o desenvolvimento sustentável”.

O painel serviu de plataforma para debater lacunas que impedem o progresso para o desenvolvimento sustentável e partilha de soluções eficazes para a mitigação das vulnerabilidades que os países de rendimento médio enfrentam como as desigualdades, acesso ao financiamento, reforço de capacidades humanas, infraestruturas e tecnologias.

Os Países de rendimento médio, atualmente composto por 108 países representam cerca de 30% do produto interno bruto (PIB) mundial, abrangendo 75% da população mundial, mas também engloba 60% dos pobres no mundo.

No painel contou com a participação da Ministra da Indústria, Comércio e Investimento da Nigéria, Doris Uzoka-Anite, Ministra da Produção do Peru, Ana Maria Choquehuanca, Ministra da Agricultura e do Desenvolvimento Rural da Albânia, Anila Denaj, Ministro da Indústria do Líbano, George Bouchikian e o Vice-ministro da Indústria, Energia e Mineração do Uruguai, Walter Verri.

Além das atividades no painel, durante a sua estadia em Viena, o Ministro Alexandre Monteiro teve uma reunião de trabalho com o Diretor Geral da UNIDO, Gerd Muller.

A convite da Organização das Nações Unidas para o Desenvolvimento Industrial (UNIDO), o Ministro da Indústria, Comércio ...
28/11/2023

A convite da Organização das Nações Unidas para o Desenvolvimento Industrial (UNIDO), o Ministro da Indústria, Comércio e Energia, Alexandre Monteiro participou hoje, 28 de novembro, na 20ª Conferência Geral da UNIDO, que decorre em Viena, Áustria.

O evento que se estende até o dia 01 de dezembro, sob o tema Globalização Justa: Soluções Inovadoras para a Indústria do Amanhã" tem como objetivo forjar novos caminhos para a sustentabilidade, inclusão digital e resiliência econômica, dando especial ênfase à forma como o desenvolvimento industrial inclusivo e sustentável poderá apoiar cadeias de abastecimento sustentáveis e limitar o colapso climático.

O Ministro Alexandre Monteiro apresentou a estratégia industrial de Cabo Verde baseada no Plano Estratégico de Desenvolvimento Sustentável, (PEDS II) 2022-2026 e na agenda Cabo Verde Ambição 2030, que visa recuperar e diversificar a economia, enfrentar os impactos das mudanças climáticas e resiliência. “Cabo Verde está implementando medidas estruturantes no que concerne ao Desenvolvimento Industrial. O Programa Cabo Verde Plataforma Comércio e Indústria, visa a implementação de uma política de desenvolvimento industrial, de inovação do comércio externo integrada e coordenada para construir, nos próximos 10 anos, uma economia mais diversificada”.

Além disso, o Ministro abordou também as metas ambiciosas do país para a transição energética visando ultrapassar 50% de eletricidade produzida a partir de fontes renováveis, sol e vento, até 2030.

“Uma matriz energética baseada em fontes renováveis é, em Cabo Verde, vantajosa do ponto de vista de custo, que uma matriz energética baseada em fontes fósseis. A descarbonização, para além de vantagens ambientais, torna mais competitiva a economia do país no custo e na segurança energética”.
O Ministro assegurou que Cabo Verde está posicionado para se tornar um exportador de energia limpa e está a ser criada uma estratégia nacional de hidrogênio e amônia verde.

Ao concluir a sua intervenção, o Ministro Alexandre Monteiro enfatizou que Cabo Verde está numa jornada exigente em termos de mobilização de investimentos, capacidade de inovação, acesso a modernização tecnológica, por isso, o Governo está interessado na mobilização de mais parcerias público privado e da cooperação bilateral.

A UNIDO, é a agência especializada das Nações Unidas responsável por promover, dinamizar e acelerar o desenvolvimento industrial, alinhada com os Objetivo de Desenvolvimento Sustentável (ODS) 9 que visa "Construir infraestrutura resiliente, promover a industrialização inclusiva e sustentável e fomentar a inovação".

O Ministro da Indústria, Comércio e Energia, Alexandre Monteiro recebeu hoje, 24 de novembro, o Enviado Especial do Gove...
24/11/2023

O Ministro da Indústria, Comércio e Energia, Alexandre Monteiro recebeu hoje, 24 de novembro, o Enviado Especial do Governo da Coreia do Sul e Presidente da Kia Motors Corporation, Sr. Ho-Sung Song.

A visita enquadra-se no âmbito do reforço do diálogo político sobre assuntos de interesse comum em áreas de cooperação técnica, na transição energética, comércio, agricultura, educação e economia azul.

O Ministro da Indústria, Comércio e Energia considerou, hoje, 23 de novembro, que “a inclusão plena das mulheres é funda...
23/11/2023

O Ministro da Indústria, Comércio e Energia considerou, hoje, 23 de novembro, que “a inclusão plena das mulheres é fundamental para alcançar um desenvolvimento sustentável”. Alexandre Monteiro falava na abertura de um ateliê – que presidiu – dedicado ao Dia de Industrialização de África. A iniciativa foi organizada em parceria com a Organização das Nações Unidas para o Desenvolvimento Industrial (UNIDO) sob o lema: “Acelerar a Industrialização de África através do Empoderamento das Mulheres africanas na Transformação para um Mercado Integrado”.

O Atelier teve entre outros objetivos, promover a Industrialização Cabo-verdiana integrado na Zona de Comércio, Livre Continental Africana, (ZCLCA), incentivar a capacitação de mulheres cabo-verdianas na indústria, partilhar Conhecimento e Networking.

O Ministro Alexandre Monteiro reconheceu, durante a sua alocução que, em Cabo Verde, a igualdade de gênero é transversal em todas as políticas públicas e que a inclusão plena das mulheres é fundamental para alcançar um desenvolvimento sustentável.

“Na liderança do sector empresarial público, o equilíbrio é garantido no processo de nomeação dos órgãos sociais, que fixa a representação mínima de 40% de cada género no Conselho de Administração das Empresas públicas. No nosso país, as mulheres desempenham um papel ativo em diversos setores de atividades públicas e privadas. Atualmente, mulheres lideram a gestão de várias empresas industriais de referência, no domínio agroalimentar e têxtil”, sublinhou o governante.
Na perspetiva do Ministro, a igualdade de oportunidade do gênero é mais do que um objetivo de desenvolvimento em si mesmo; ela é vital para a realização de outros objetivos de desenvolvimento, nomeadamente a redução da pobreza, o crescimento económico e a sustentabilidade ambiental.

“A ambição 2030 de Cabo Verde para o sector industrial é ter um sector competitivo e inovador, contribuindo significativamente para o desenvolvimento sustentável, inclusivo e integrado na cadeia regional e global de produção de bens e serviços”, salientou Alexandre Monteiro.

De notar que a ONUDI tem sido um parceiro importante na execução da politica e estratégia industrial de Cabo Verde.

O Ministro Alexandre Monteiro participou hoje, 20 de novembro, numa sessão especial de interpelação ao Governo no Parlam...
20/11/2023

O Ministro Alexandre Monteiro participou hoje, 20 de novembro, numa sessão especial de interpelação ao Governo no Parlamento InfantoJuvenil.

Os Deputados infantojuvenis levantaram preocupações relacionadas com a transição energética e ação climática, questionam os membros do Governo sobre as políticas e projetos nos respetivos sectores.

O Ministro Alexandre Monteiro presidiu ontem, 17 de novembro em Santa Cruz, à cerimónia de inauguração do posto de carre...
18/11/2023

O Ministro Alexandre Monteiro presidiu ontem, 17 de novembro em Santa Cruz, à cerimónia de inauguração do posto de carregamento público para veículos elétricos, no município.

“ É um momento especial para Santa Cruz. Um município empenhado na mobilidade elétrica, com 4 táxis elétrico, antes da instalação do posto de carregamento. Isso demostra confiança no futuro da mobilidade elétrica,” afirmou o Ministro.

Na ocasião o Ministro Alexandre Monteiro instou todos os municípios a colaborar no processo para a instalação das infraestruturas de recarga e aquisição de veículos elétricos. “Já inauguramos postos na ilha do Sal, na cidade da Praia e agora em Santiago Norte. “Queremos reduzir a dependência de combustíveis fósseis e aumentar o uso de energias renováveis na eletricidade e nos transportes. Os veículos elétricos estão a ser bem aceites, têm custos de funcionamento e manutenção mais baixo e proporcionam vantagens económica e ambientais.”

Na ilha de Santiago serão instalados 13 postos de carregamento público, abrangendo todos os municípios.

“Estamos a trabalhar em várias frentes para progredir no futuro rumo à descarbonização dos transportes. Existem incentivos fiscais, aduaneiros e financeiros para reduzir os custos na aquisição de veículos elétricos. Neste momento, estamos em fase de estímulo e está a dar resultados,” acrescentou o Ministro.

O Presidente da Câmara Municipal de Santa Cruz Carlos Silva, expressou o interesse do município em aumentar a frota de veículos elétricos dando prioridade a licença para táxis 100% elétricos. Santa Cruz possui a maior frota de táxis elétricos e também dispõem de uma centena de motociclos elétricos utilizados para fins comerciais.

Cabo Verde conta com cerca de 200 veículos elétricos em circulação, dos quais mais de 80 cofinanciados pelo Projeto de Promoção da Mobilidade elétrica em cabo Verde (ProMEC).

Ao participar na sessão da VII Reunião Ordinária do Conselho Geral da Associação Nacional dos Municípios, realizada na s...
18/11/2023

Ao participar na sessão da VII Reunião Ordinária do Conselho Geral da Associação Nacional dos Municípios, realizada na sexta-feira, 17 de novembro em Santa Cruz, o Ministro Alexandre Monteiro partilhou com os municípios as politicas e propostas do sector elétrico em Cabo Verde, visando encontrar, de forma coordenada, as melhores soluções para resolver as questões pendentes.

O Ministro destacou algumas propostas, como a compatibilização de taxas variáveis por município a um preço uniforme para todo o país, evitando o agravamento do custo da eletricidade, a transição da iluminação pública para o sistema LED em todas as ilhas, bem como a geração de receitas, apostando na eficiência.

“Para estender a rede a todas as localidades, manter as famílias economicamente vulneráveis com acesso a eletricidade e implementar reformas para garantir a sustentabilidade e eficiência no sector energético, estamos a prever soluções justa e que não aumentam o custo de eletricidade.”

A ideia é promover um desenvolvimento sustentável, aumentar e melhorar a iluminação pública, criar condições de mercado, considerando as reformas planeadas na reestruturação da empresa pública de produção e distribuição.

No ato de encerramento da reunião, o Ministro afirmou que o governo reconhece a relevância da coordenação de politicas nacionais e locais e que o diálogo entre o poder central e a sociedade civil é de extrema importância para o desenvolvimento local integrado, inclusivo e sustentável.

“Reiteramos o nosso compromisso de estar disponíveis para trabalhar no sentido de estreitar e reforçar as relações de cooperação entre o poder central e local. Colaboração em áreas importantes, como a habitação social, ordenamento, do território, saneamento, transição energética. Juntos podemos construir um país mais resiliente e inclusivo.”

A VII Reunião Ordinária do Conselho Geral da Associação Nacional dos Municípios, este ano sob o lema, “juntos, trabalhando em rede pelos ODS” com destaque na agenda de trabalho temas como a mobilidade elétrica e bairros inteligentes 2030.

O Ministro da Indústria, Comércio e Energia Alexandre Monteiro apresentou hoje, 17 de novembro, à 3ª Comissão Especializ...
17/11/2023

O Ministro da Indústria, Comércio e Energia Alexandre Monteiro apresentou hoje, 17 de novembro, à 3ª Comissão Especializada, a proposta de Orçamento do Estado para o ano Económico 2024.

Durante a apresentação, o Ministro Alexandre Monteiro destacou os projetos e programas do Ministério da Indústria, Comércio e Energia, planeados para o próximo ano, conforme as diretrizes do programa do governo.

O Orçamento global do MICE é de um milhão e setecentos mil contos, representando um aumento de cerca de 18% em relação ao orçamento de 2023. “Este orçamento está alinhado com o Plano de Desenvolvimento Sustentável PDS II, contribuindo para um ecossistema favorável ao desenvolvimento de atividades industriais e comerciais. O foco está na promoção da integração da indústria e comércio na cadeia de produção de bens e serviços tanto a nível interno como regional e global. O novo Programa plataforma Comercial e industrial está orçado no valor é 68 mil contos.”

Além disso, permitirá a mobilização de parcerias para a implementação e regulamentação do quadro legal, criação do sistema de informação comercial e industrial, desenvolvimento de infraestruturas de qualidade, implementação da politica estratégica da propriedade intelectual, o reforço da fiscalização para a proteção dos consumidos e promoção um ambiente de sã concorrência.

Relativamente ao sector de energia, o pacote de financiamento para a execução do programa Nacional para a Sustentabilidade Energética (PNSE) está avaliado em um milhão de trezentos mil contos representando mais de 70% do orçamento geral do MICE. Registou um aumento de 24%, proveniente de financiamento externo e donativos.
Este pacote abrange a implementação de projetos de microprodução em edifícios públicos, infraestruturas de saúde, escolas secundárias, órgãos de soberania e Câmaras Municipais. Além disso, prevê a instalação de parques solares e baterias para armazenagem de energia, expansão do parque eólico da Cabeólica, realização de estudos, assistência técnica e acompanhamento de projetos.

“Estes projetos em curso asseguram a meta estabelecida para 2025, de ultrapassar 30% de penetração de energias renováveis. O crescimento de penetração de energias renováveis é gradual e progressivo.”

O Governante conclui afirmando que essa nova realidade energética em construção exige um sector de energia diferente, uma mudança de paradigma e de tecnologia. Este orçamento prevê investimentos nas componentes de assistência técnica e na reforma da reestruturação do sector.

O Ministro da Indústria, Comércio e Energia Alexandre Monteiro presidiu hoje, 14 de novembro, ao workshop sobre os camin...
14/11/2023

O Ministro da Indústria, Comércio e Energia Alexandre Monteiro presidiu hoje, 14 de novembro, ao workshop sobre os caminhos para a Implementação da Politica e Estratégia Nacional da Propriedade Intelectual (PENPI), promovido pelo Instituto de Gestão da Qualidade e da Propriedade Intelectual (IGQPI) e pela Organização Mundial de Propriedade Intelectual, (OMPI).

Durante o seu discurso de abertura, o Ministro Alexandre Monteiro destacou a importância da Propriedade intelectual em áreas prioritárias para o desenvolvimento de Cabo Verde. “Pretendemos ter um sistema de Propriedade intelectual com políticas integradas nas politicas estratégicas do desenvolvimento do país, em áreas prioritárias, como a economia verde, economia azul, economia criativa, economia digital, a indústria, comércio, agricultura e turismo. Assim, estaremos a criar condições para a valorização, preservação de identidade, criatividade e estimulo a novos criadores”.

O Governante destacou os progressos que o país tem vindo a alcançar no domínio da Propriedade Intelectual, com a aprovação da Carta de Política de Propriedade Intelectual que está ancorada na Política e Estratégia Nacional de Propriedade Intelectual (PENPI) e a adesão de Cabo Verde a importantes tratados no domínio da propriedade industrial da Organização Mundial da Propriedade Intelectual - OMPI e da Organização Regional Africana da Propriedade Intelectual (ARIPO).

Além disso, conforme avançou o Ministro, “no âmbito da implementação da Politica e Estratégia Nacional da Propriedade Intelectual várias ações estão em curso, onde se destacam a elaboração do novo Código de Propriedade Industrial, capacitação institucional, projetos de Propriedade Intelectual como acelerador do empreendedorismo jovem.

Este workshop “Caminhos para a implementação da PENPI” promovido pelo IGQPI e pela OMPI, representa um importante marco para a materialização das orientações da PENPI no que respeita a sua estratégia de implementação, construção dos seus órgãos de governança responsáveis pela coordenação, monitoramento e avaliação da execução da PENPI envolvendo os stakeholders dos setores relevantes.

O Ministro Alexandre Monteiro presidiu, esta tarde, 13 de novembro, à cerimónia de entrega do diploma de Certificação do...
13/11/2023

O Ministro Alexandre Monteiro presidiu, esta tarde, 13 de novembro, à cerimónia de entrega do diploma de Certificação do Sistema de Gestão da Qualidade do Instituto de Gestão da Qualidade e Propriedade Intelectual (IGQPI), emitido pela entidade certificadora, APCER. O IGQPI inicia agora um novo ciclo de implementação do referencial NP EN ISO 9001:2015.

“Este gesto simbólico destaca a importância das instituições obterem a certificação, normas de gestão, procedimentos e boas práticas. A qualidade, de uma forma global, é de extrema importância para a melhoria de vida das pessoas. Quando se aborda a qualidade estamos também a introduzir soluções mais eficazes para satisfazer as necessidades das pessoas, assim como para a resolução de problemas”.
IGQPI - Instituto de Gestão da Qualidade e da Propriedade Intelectual

Não perca tempo em deslocações para atendimento presencial. Modernizamos os serviços e partir de agora, os cidadãos já p...
13/11/2023

Não perca tempo em deslocações para atendimento presencial. Modernizamos os serviços e partir de agora, os cidadãos já podem solicitar todos os serviços de Cadastro Industrial, no portal Portondinosilha.

Através do QR code poderá aceder ao link do portal.

Casa do Cidadao

“ A proposta de Orçamento do sector da energia para o ano 2024 está alinhado com o Programa do Governo e a execução do P...
09/11/2023

“ A proposta de Orçamento do sector da energia para o ano 2024 está alinhado com o Programa do Governo e a execução do PEDS II . Trata-se de um orçamento que irá contribuir para aceleração da transição energética.

Os desafios são complexos e exigentes. Temos um país com excelente potencial de fontes renováveis, com um plano sólido e credível. Estamos a mobilizar recursos públicos e privados para sua execução.

Esta proposta de orçamento contempla investimentos públicos na instalação de parques solares fotovoltaicos e bateria com capacidade de 1 MW na Brava, 1,3 MW no Fogo, 400 KW no Maio, 400 KW em São Nicolau e 1,4 MW em Santo Antão. Todos para entrar em operação no próximo ano, e representam cerca de 800 mil contos.

Além disso, na ilha de Santiago serão instaladas 3 turbinas eólicas de 4,5 MW, com capacidade global 13,5 MW e uma bateria de 9,5 MW de Potência. A capacidade de produção eólica em Santiago passará de 11MW para 24 MW, um aumento superior a 120%. Teremos uma nova geração de turbinas eólicas, com capacidade 5 vezes superior aos atuais. Mais eficientes e menos custo de energia.

Em santiago destacamos ainda o projeto para a instalação do Parque Solar de 10 MW e o Pumped Storage, um grande projeto de Armazenagem de Energia, com capacidade de armazenagem de 160 MW/h, que irá impulsionar a penetração renovável em Cabo Verde para patamar acima de 50%, em 2030.” Ministro Alexandre Monteiro.

"Vamos acelerar a transição energética para reduzir a exposição a choques inflacionistas dos preços internacionais dos c...
08/11/2023

"Vamos acelerar a transição energética para reduzir a exposição a choques inflacionistas dos preços internacionais dos combustíveis, desenvolver a estratégia de água menos dependente de fontes subterrâneas para reduzir a exposição a secas severas e reforçar o nexo água / energias renováveis." Primeiro-Ministro, José Ulisses Correia e Silva

Temos uma estratégia de desenvolvimento incorporada pelo PEDS em execução para realizar as transformações estruturais que o país precisa para ser mais resiliente e atingir o desenvolvimento sustentável.

Devemos em 2024 continuar a: acelerar as reformas para melhorar a produtividade da economia e assegurar a sustentabilidade da dívida publica. Melhorar as conectividades entre as ilhas através de sistemas de transportes aéreos e marítimos eficientes. Acelerar a transformação digital e a modernização da Administração Pública para tornar o Estado mais eficiente e efetivo no serviço aos cidadãos e às empresas.

Também, vamos acelerar a transição energética para reduzir a exposição a choques inflacionistas dos preços internacionais dos combustíveis, desenvolver a estratégia de água menos dependente de fontes subterrâneas para reduzir a exposição a secas severas e reforçar o nexo água / energias renováveis.

Ao mesmo tempo, diversificar a economia com maior contribuição para o PIB da economia marítima, da economia digital e da indústria. E atrair mais IDE, capitais e investimento da diáspora para aumentar a capacidade de financiamento e de exportação da economia cabo-verdiana.

Electrificação da localidade Mosquito D'Horta, interior do Município da Ribeira Grande de Santiago.
04/11/2023

Electrificação da localidade Mosquito D'Horta, interior do Município da Ribeira Grande de Santiago.

04/11/2023
Garantir as medidas que impactam no rendimento das famílias, no acesso à educação, à saúde e à água e energia é um dos c...
27/10/2023

Garantir as medidas que impactam no rendimento das famílias, no acesso à educação, à saúde e à água e energia é um dos compromissos do Orçamento do Estado 2024. Um Orçamento que protege as pessoas e o país dos impactos da crise global e que cria as condições para o nosso desenvolvimento económico e social.

"A UE apoiará com uma subvenção de 29 milhões de euros combinada com um empréstimo soberano do BEI de 120 milhões de eur...
26/10/2023

"A UE apoiará com uma subvenção de 29 milhões de euros combinada com um empréstimo soberano do BEI de 120 milhões de euros para alcançar a sustentabilidade energética”.


A presidente da Comissão Europeia, Ursula von der Leyen, anunciou que a União Europeia vai apoiar o Governo de Cabo Verde nas áreas das energias renováveis, transporte sustentável e conectividade digital, num montante que rondará os 246 milhões de euros, no âmbito do Global Gateway. A inform...

25/10/2023

Agradeço o reconhecimento da Presidente da Comissão Europeia, Ursula Von der Leyen, após o nosso produtivo encontro.

O Ministro da Indústria, Comércio e Energia, Alexandre Monteiro apresentou hoje, 24 de outubro na ilha do Sal, as priori...
24/10/2023

O Ministro da Indústria, Comércio e Energia, Alexandre Monteiro apresentou hoje, 24 de outubro na ilha do Sal, as prioridades do Orçamento do Estado para o ano 2024, estimado em 1.700.000 contos. Segundo o Ministro, este orçamento contribuirá para reforçar a resiliência do país, diminuir a dependência energética externa e a diversificação da economia.

“Estamos profundamente empenhados em resolver problemas e transformar o setor energético de forma significativa. A mudança que estamos a implementar no sector visa abordar de forma estrutural os desafios atuais, como os custos, a eficiência e a segurança energética.”

O Orçamento de Estado para 2024 promove a aceleração da transição energética inclusiva. Cerca de 35% do orçamento do Ministério da Indústria, Comércio e Energia, aproximadamente 600 mil contos, será destinado ao pagamento dos encargos relacionados à tarifa social de eletricidade e às medidas de proteção dos consumidores face à onda global de aumento nos preços dos produtos energéticos.

Além disso, prevê-se investimentos na expansão da microprodução de energia renovável nos edifícios públicos, na instalação de redes e kits solares individuais em localidades isoladas, na criação de parques de produção renovável e infraestruturas de armazenagem de energia, em todas as ilhas do país.

“Continuamos a promover a microprodução renovável para consumidores domésticos e empresariais, oferecendo incentivos fiscais, aduaneiros e bonificações de taxas de juros para empréstimos na aquisição de painéis fotovoltaicos.” Também estão previstos investimentos para impulsionar a participação de privados em infraestruturas de produção e armazenagem de energia renovável.”

Para atender às demandas essenciais da população e impulsionar o desenvolvimento, o país precisa de energia de alta qualidade a preços justos. A transição para as energias renováveis é fundamental, mas não suficiente. A redução da nossa fatura energética e a garantia de um futuro sustentável também dependem da otimização da eficiência na produção, distribuição e consumo de energia, realçou o Ministro.

A nova realidade energética em desenvolvimento exige, um mercado no sector da energia mais transparente e catalisador da transição energética, que ofereça serviços de melhor qualidade a custos reduzidos e com uma maior participação do sector privado.

24/10/2023
O Ministro da Indústria, Comércio e Energia, Alexandre Monteiro, participou, hoje, 18 de outubro, numa Mesa Redonda Mini...
18/10/2023

O Ministro da Indústria, Comércio e Energia, Alexandre Monteiro, participou, hoje, 18 de outubro, numa Mesa Redonda Ministerial, sobre “Investimento para o Desenvolvimento Sustentável”, no âmbito do 8º Fórum Mundial de Investimento das Nações Unidas que está a decorrer de 16 a 20 de outubro, em Abu Dhabi, Emirados Árabes Unidos (EAU).

Durante a sessão, o Ministro Alexandre Monteiro realçou a experiência de Investimento que Cabo Verde tem tido na transição energética, os desafios e as prioridades. Na sua intervenção, o Ministro destacou algumas prioridades, como a obtenção de financiamentos a custos atrativos, como concessões e subsídios para implementar projetos estratégicos, reforço do desenvolvimento institucional, melhoria da regulamentação e aplicação de mecanismos para atenuar os riscos.

O objetivo conforme explicou o Ministro, é criar um ecossistema favorável para atrair o investimento privado na produção de energias renováveis e serviços associados. “A Dimensão do nosso mercado pode impossibilitar o acesso à maioria dos fundos disponíveis nas instituições financeiras. Além disso, montantes que podem parecer insignificantes à escala global são significativos no contexto do nosso sistema financeiro nacional.”

Os resultados dos debates servirão de contributos para a COP28.

Hoje, na Feira Internacional de Energias Renováveis e Eficiência Energética,  às 16:30 teremos a Apresentação Pública da...
14/10/2023

Hoje, na Feira Internacional de Energias Renováveis e Eficiência Energética, às 16:30 teremos a Apresentação Pública da Associação Cabo-verdiana de Energias Renováveis.

Visite-nos na FIC.
A entrada é livre.

🇨🇻 Amanhã, às 16h30 (GMT-1) na decorre a cerimónia de apresentação pública da Associação Caboverdiana de Energias Renováveis ( ), um marco importante no fortalecimento e na promoção do sector das energias renováveis em Cabo Verde.

Junte-se a nós para testemunhar o primeiro dia desta nova jornada!

🇨🇻 Tomorrow, at 16:30 (GMT-1) at , the public presentation ceremony of the Cape Verdean Renewable Energy Association ( ) will take place, an important milestone in empowering and promoting the renewable energy sector in Cape Verde.

Join us to witness the first day of this new journey!

Estamos na Feira Internacional de Energias Renováveis e Eficiência Engética com os nossos projetos que estão a contribui...
13/10/2023

Estamos na Feira Internacional de Energias Renováveis e Eficiência Engética com os nossos projetos que estão a contribuir no desenvolvimento do sector.

FIEREE na Imprensa 👉
13/10/2023

FIEREE na Imprensa 👉

O Primeiro-ministro, Ulisses Correia e Silva, garantiu esta quinta-feira, 12, que o Governo destinou, através do Orçamento de Estado de 2024, o montante de 1,3 milhões de contos para projectos energéticos. O anúncio foi feito durante a abertura da 4a edição da Feira Internacional de Energias ...

𝟒ª 𝐄𝐝𝐢𝐜̧𝐚̃𝐨 𝐝𝐚 𝐅𝐞𝐢𝐫𝐚 𝐈𝐧𝐭𝐞𝐫𝐧𝐚𝐜𝐢𝐨𝐧𝐚𝐥 𝐝𝐞 𝐄𝐧𝐞𝐫𝐠𝐢𝐚𝐬 𝐑𝐞𝐧𝐨𝐯𝐚́𝐯𝐞𝐢𝐬 𝐞 𝐄𝐟𝐢𝐜𝐢𝐞̂𝐧𝐜𝐢𝐚 𝐄𝐧𝐠𝐞́𝐭𝐢𝐜𝐚. A cerimónia de abertura aconteceu, o...
13/10/2023

𝟒ª 𝐄𝐝𝐢𝐜̧𝐚̃𝐨 𝐝𝐚 𝐅𝐞𝐢𝐫𝐚 𝐈𝐧𝐭𝐞𝐫𝐧𝐚𝐜𝐢𝐨𝐧𝐚𝐥 𝐝𝐞 𝐄𝐧𝐞𝐫𝐠𝐢𝐚𝐬 𝐑𝐞𝐧𝐨𝐯𝐚́𝐯𝐞𝐢𝐬 𝐞 𝐄𝐟𝐢𝐜𝐢𝐞̂𝐧𝐜𝐢𝐚 𝐄𝐧𝐠𝐞́𝐭𝐢𝐜𝐚.

A cerimónia de abertura aconteceu, ontem 12 de outubro, e foi presidida pela SE o Primeiro-Ministro, Dr.Ulisses Correia e Silva, acompanhado pelo Ministro da Indústria, Comércio e Energia, Engº Alexandre Monteiro.

A feira estará aberta ao público hoje e amanhã, das 16H00 até às 22H00.

A entrada é livre.

O Ministro da Indústria, Comércio e Energia, Alexandre Monteiro presidiu ao final da tarde de ontem, dia 10 de outubro, ...
11/10/2023

O Ministro da Indústria, Comércio e Energia, Alexandre Monteiro presidiu ao final da tarde de ontem, dia 10 de outubro, à cerimônia de inauguração do Primeiro Posto de Carregamento Rápido para Veículos Elétricos, com capacidade de 50KW. Até ao final do mês de novembro estão programadas a instalação de mais 12 Postos de Carregamento semi-rapidos, na ilha Santiago.

O Ministro Alexandre Monteiro assegurou que o Plano de Implementação da Infraestrutura Nacional de Recarga está sendo cumprido e a previsão é que até o segundo trimestre do próximo ano, todas as ilhas estejam contempladas com postos de carregamento para veiculos eléctricos.

“Hoje, os veiculos elétricos são uma realidade em Cabo Verde. Estão sendo utilizados em diversos setores, desde a Administração Pública até às empresas, passando pelos táxis e pelos particulares. Os veículos elétricos estão provando sua eficiência, conforto, segurança e economia, apresentando custos menores em energia e manutenção ao longo da sua operação.”

Além disso, conforme avançou “estamos criando todas as condições para atingir uma quota significativa de Veículos Elétricos no parque automóvel de Cabo Verde, em conformidade com a visão estratégica do país materializada na Carta de Política de Mobilidade Elétrica (CPME) e na Contribuição Nacionalmente Determinada (NDC) de Cabo Verde, visando contribuir para a redução da dependência dos combustíveis fósseis e a diminuição das emissões de gases de efeito estufa (GEE)”.

O Ministro Alexandre Monteiro concluiu a sua intervenção destacando que o Governo está atuando em várias frentes para alcançar esses objetivos, implementando e executando planos aprovados para o efeito. Esses esforços estão contribuindo para uma transformação gradual e progressiva da realidade energética de Cabo Verde, sendo a inauguração deste primeiro posto rápido apenas um exemplo das transformações em andamento.

A Trações elétricas de Cabo Verde é a concessionária responsável pela operação, instalação e exploração de 40 postos de Carregamento para veiculos eléctricos em todas as Ilhas de Cabo Verde.

De realçar que, o projeto de Promoção da Mobilidade Elétrica em Cabo Verde (ProMEC) é financiado pelo Mitigation Action Facility, através da cooperação Alemã.

O Ministro da Indústria, Comércio e Energia, Alexandre Monteiro recebeu ontem, 29 de setembro, a visita de uma important...
30/09/2023

O Ministro da Indústria, Comércio e Energia, Alexandre Monteiro recebeu ontem, 29 de setembro, a visita de uma importante delegação chefiada pelo seu homólogo, Moon-Kyu BANG, da Coreia do Sul, que veio à Cabo Verde na qualidade de enviado Especial do Presidente da República daquele país asiático. Uma delegação de 30 pessoas, composta por representantes do sector público, Câmara de Comércio, indústria, empresas privadas do sector da energia e tecnologia.

O Ministro Alexandre Monteiro destacou o ambiente positivo no diálogo político-diplomático entre os dois países, expressando o desejo de Cabo Verde continuar a reforçar esse diálogo e a cooperação com a República da Coreia, formalizada há 36 anos. “Incentivamos visitas e contactos mais frequentes a nível politico, empresarial, técnico, universitário, e em áreas como o Comércio, Indústria, Economia Verde, Economia Digital e Economia Azul.”

Além disso, o Ministro Alexandre Monteiro ressaltou as oportunidades de parcerias no domínio da Propriedade Intelectual, destacando o desafio de utilizar a Propriedade Intelectual como um dos aceleradores do desenvolvimento de sectores estratégicos para o país.

Durante a reunião, o Ministro Alexandre Monteiro também apresentou o Plano de Transição Energética de Cabo Verde, bem como as metas traçadas e oportunidades de parcerias de investimentos que o país oferece. “Cabo Verde possui excelente potencial de fontes renováveis, sol, vento e mar. O desafio é mobilizar tecnologias competitivas para transformar esse potencial em energia renovável acessível aos consumidores”, reconheceu Alexandre Monteiro elogiando o alto nível e velocidade de desenvolvimento da República da Coreia como inspiração para Cabo Verde, que busca alcançar um nível mais elevado de desenvolvimento Sustentável.

Por sua Vez, o Ministro do Comércio, Indústria e Energia da Coreia, Moon-Kyu BANG, expressou satisfação com o nível de desenvolvimento de Cabo Verde, devido à sua solida democracia e comprometeu-se a aprofundar as relações de cooperação entre os dois países, nos sectores industrial, comercial e na transição energética.

Cabo Verde e a República da Coreia estabeleceram relações diplomáticas em 3 de outubro de 1988, fundamentadas em valores e princípios comuns e interesse mútuos. O primeiro acordo de cooperação económica e técnica foi assinado em 17 de janeiro de 1992.

Endereço

Avenida Amílcar Cabral/Ex. Edifício Do BCV, 1º Andar, Plateau/Praia/Cabo Verde
Praia

Horário de Funcionamento

Segunda-feira 08:00 - 17:00
Terça-feira 08:00 - 17:00
Quarta-feira 08:00 - 17:00
Quinta-feira 08:00 - 17:00
Sexta-feira 08:00 - 17:00

Notificações

Seja o primeiro a receber as novidades e deixe-nos enviar-lhe um email quando Ministério da Indústria, Comércio e Energia publica notícias e promoções. O seu endereço de email não será utilizado para qualquer outro propósito, e pode cancelar a subscrição a qualquer momento.

Entre Em Contato Com O Negócio

Envie uma mensagem para Ministério da Indústria, Comércio e Energia:

Vídeos

Compartilhar

Serviços Governamentais nas proximidades